segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Sociedades americanas: Maias, Astecas e Incas 2º Ano-Médio Paulo

1. Qual era o cenário populacional da América em 1492? Como a presença espanhola alterou esse cenário? A estimativa é de que viviam na América, à época da chegada de Colombo, cerca de 40 milhões de pessoas. Mais de 2 mil línguas eram faladas. Durante muitos séculos essas populações viveram isoladas das de outros continentes. Com a chegada dos europeus, em 1492, grandes sociedades, como a dos maias, a dos astecas e a dos incas, tiveram seus modos de vida alterados, seus costumes destruídos e a maioria de sua população exterminada.

2. Quando os primeiros grupos humanos abandonaram o nomadismo na América? E quando surgiram os primeiros centros urbanos? Calcula-se que na região da Mesoamérica, há 6 mil anos, grupos de caçadores e coletores abandonaram o nomadismo, tornando-se sedentários e passando a plantar milho, feijão, abóbora e outros produtos. Dentre as sociedades que tiveram um desenvolvimento econômico e cultural formando núcleos urbanos por volta de 4 mil anos atrás, estão os olmecas.

3. Comente as principais características da sociedade olmeca.
Localizada na região do México e da Costa Rica atuais, as atividades principais dos olmecas eram a pesca, a caça e a agricultura avançada. No topo da sociedade estavam os sacerdotes, que controlavam o poder, o saber e o excedente de produção e cobravam impostos. Os olmecas construíram barragens de pedra e canais, que facilitaram o aumento da produção e, portanto, da população. Mantinham forte comércio com povos distantes e fabricavam utensílios, ferramentas e vasilhas de barro.
Possuíam um sistema de escrita e de numeração e dois calendários, um religioso e outro civil. A religião tinha grande importância na sociedade olmeca e o deus mais cultuado era o Jaguar.

4. Quando a sociedade teotihuacana atingiu o apogeu? Que técnicas agrícolas os teotihuacanos dominavam? O apogeu da sociedade teotihuacana, desenvolvida em torno da cidade de Teotihuacán, no fértil Vale do México, ocorreu entre os anos 700 a. C e 600 de nossa era. O clima temperado facilitava a caça e a pesca. Atividades religiosas, políticas e econômicas tornaram a região a mais importante da Mesoamérica. Construções de barro, palha e troncos foram substituídas por tijolos de argila cobertos de pedra. Os teotihuacanos construíram pirâmides e templos. Na lavoura, desenvolveram a técnica de irrigação e o chinampas, plantio sobre varas flutuantes. Além disso, usavam queimadas na preparação da lavoura.

5. Descreva o quadro urbano da cidade de Teotihuacán, por volta do ano 600.
Por volta do ano 600 de nossa era, a cidade de Teotihuacán teve um crescimento demográfico extraordinário, tornando-se uma das maiores cidades do mundo, com cerca de 150 mil habitantes. O excessivo número de habitantes causou deterioração nas condições de vida. Muitas pessoas morreram por causa da insalubridade, contaminação da água, doenças, problemas de alimentação. A mortalidade infantil também era alta. Só a afluência de imigrantes evitou o fim da cidade.

6. Como estava organizada a sociedade maia? Qual era a base de sua economia? A sociedade maia estava dividida em centros políticos autônomos, formando um Estado teocrático, sendo o poder exercido em nome de um deus. A camada social mais alta era a da família real, depois a dos servidores do Estado e trabalhadores especializados. A última camada estava formada por agricultores e trabalhadores braçais. Sua economia estava quase totalmente concentrada na agricultura, com plantio de milho, cacau, algodão e outros produtos.

7. Discorra sobre os conhecimentos dos maias na área da matemática, da astronomia e da arquitetura, dando exemplos. Como era sua escrita?
As artes e as ciências tiveram um grande desenvolvimento entre os maias. Na matemática, utilizavam um sistema numérico vigesimal e desenvolveram o conceito de zero, executando complexas contas. Na astronomia, fizeram cálculos da duração do ano, da trajetória dos astros, das fases da Lua e de previsão de eclipses. Na arquitetura, as maiores construções eram as pirâmides, em homenagem aos deuses, com arco falso, colunas esculpidas e enfeitadas. A escrita maia, baseada em representações de objetos e idéias, é ainda hoje indecifrável.



1. Explique como se formou o Império Asteca.
O Império Asteca formou-se na região anteriormente ocupada pelos olmecas e pelos maias. Os astecas chegaram por volta de 1345, vindos de Aztlán, cumprindo um presságio divino. Construíram a cidade de Tenochtitlán e em menos de dois séculos formaram um império com mais de 500 cidades e 15 milhões de habitantes. Uma aliança de três cidades, das quais Tenochtitlán era a mais importante, garantia a unidade; os impostos eram divididos entre as três.



2. O que cultivavam os astecas? Que tipo de bebida e alimentos consumiam?
Além da caça e da pesca, os astecas dedicaram-se à agricultura. A terra era dos nobres e o trabalho era feito por escravos ou por pessoas livres que a tomavam emprestada. De forma rudimentar, cultivavam milho, feijão, cacau, tomate, abóbora, tabaco. Do cacau extraíam uma bebida forte, o xocoalt, que deu origem ao chocolate. Também consumiam coelho, cachorro, peru, tartaruga.



3. Como estava organizado o comércio? Qual era a moeda utilizada?
Os astecas tinham um intenso comércio. Nos mercados, de modo especial no de Tlatelolco, comprava-se e vendia-se de tudo, alimentos, animais, utensílios e escravos. Eram muito bem organizados e com leis severas para manter a qualidade, a higiene e a segurança. Não existia dinheiro. A moeda mais usada era a semente de cacau, símbolo de riqueza e de poder.













4. Descreva a organização social dos astecas.
Povo guerreiro e conquistador, os astecas eram dirigidos por militares, divididos em três categorias. O rei comandava o exército, ajudado por um chefe de governo. A camada mais alta da sociedade era formada por nobres, militares e sacerdotes. Na segunda camada estavam os comerciantes e artesãos. A camada mais baixa era a dos escravos e camponeses. Um dos modos de ascensão social era demonstrar bravura na guerra.




5. Quais eram as principais características da religião asteca?
Os astecas adoravam vários deuses, entre eles o deus Sol do meio-dia (Colibri Azul), o deus da noite, da sabedoria, da chuva. Construíram templos, alguns dos quais eram reconstruídos a cada 52 anos; ofereciam sacrifícios humanos; conservavam ritos dos povos subjugados. Tinham crença na luta do bem e do mal, da luz contra as trevas.


6. Comente os conhecimentos dos astecas na área de medicina, construção, astrologia e artes.
Na medicina, os curandeiros astecas praticavam a cura. Recebiam dos sacerdotes os conhecimentos sobre remédios vegetais. Os espanhóis consideraram eficientes














1. Onde e como se desenvolveu o Império Inca?
O Império Inca desenvolveu-se na América do Sul na cordilheira dos Andes. De acordo com a lenda, foi no século XII que os incas se estabeleceram em Cuzco. A partir do século XV expandiram-se pelo planalto andino e pelas planícies da costa do Pacífico. O Império Inca consolidou-se no tempo do imperador Pachacuti Yupanqui, entre 1438 e 1471, que submeteu outros povos.



2. Faça um quadro comparando a hierarquia social inca à dos astecas e dos maias.
Para os incas, todo o poder estava concentrado na pessoa do imperador. Este era também guardião dos bens e da terra. Para os astecas, o rei, ajudado pelo chefe de governo, era quem detinha o poder. Entre os maias, o poder concentrava-se na família real. Na camada mais alta da sociedade inca estavam os nobres, chefes, juízes e sacerdotes. Para os astecas, eram os nobres, os militares e os sacerdotes que compunham a classe alta. Para os maias, a camada mais alta era formada pela família real, pelos funcionários mais importantes do governo e pelos comerciantes. Na última camada da sociedade inca estavam os agricultores; na dos astecas, os escravos e camponeses; e na dos maias, os agricultores e os trabalhadores braçais.



3. Como era a posse da terra entre os incas?
A terra entre os incas estava dividida em três partes: uma para os sacerdotes, outra para a família real e outra, ainda, para a população, da qual cada família recebia uma parte para seu sustento.











4. Quais oram os principais deuses incas? E qual era a função das oferendas?
Os principais deuses incas eram associados à natureza: o Sol (Inti), a Lua, a chuva, o raio. Viracocha, pai de Inti, era o deus supremo. Os deuses eram cultuados em todo o Império Inca, inclusive pelos povos subjugados. Mas havia outros deuses cultuados em determinadas regiões. As oferendas, inclusive sacrifícios humanos, eram consideradas uma retribuição a favores recebidos.

5. O que era o ayllu e de que forma ele concorreu para o desenvolvimento do Império Inca?
O ayllu era o grupo familiar formado por grande número de pessoas, unidas por vínculos sangüíneo, totêmico, territorial, econômico e outros. A comunidade assim formada era governada pelo membro mais idoso, o curaca. Trabalhavam as terras do Sol, do Inca e da população. Eram responsáveis pelo serviço militar e pelos armazéns de roupas e de alimentos.

6. Como os incas organizavam a agricultura e que técnicas usavam para garantir boa produtividade?
A agricultura era a base da economia e toda a população tinha acesso à terra. O trabalho era coletivo e se aproveitava cada pedaço de terra cultivável. Os incas usavam o sistema de terraços nas encostas, a irrigação e a adubação animal. Cultivavam batata, coca, feijão, milho, pimenta, frutas. O excesso da produção era estocado. Alguns animais, como as lhamas, eram usados para o transporte e para o fornecimento de carne.

7. Como funcionava o sistema de transporte e comunicação dos incas?
Os incas desconheciam a roda, mas tinham ótimas estradas, com degraus, pontes e túneis. Postos de correio transmitiam com rapidez as notícias pelo Império, em sistema de revezamento de mensageiros. Balsas eram utilizadas para atravessar rios e lagos. Não dominavam a escrita, passando sua história por tradição oral. Usavam o sistema decimal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário